fbpx

dia-da-bandeira

Homenagem à Bandeira Nacional

Bendita sejas Bandeira do meu País. Verde, da cor dos mares e das florestas que embelezam nossa Terra, desde a Serra de Roraima até a Barra do Chuí. Azul, como o céu infinito, que abre os braços lúcidos, o Cruzeiro do Sul. Dourado, como o sol que alegra o espaço e fecunda os campos, a nossa Bandeira retrata nas suas cores, as supremas maravilhas do universo. Filhos do Sul ou filhos do Norte, qual de nós não estremecerá de orgulho, à sua glória ? Qual de nós não vibrará de entusiasmo, ao senti-la aclamada por outros povos? Qual de nós não se comoverá, vendo-a desfraldada em país estranho? Ou não se sentirá capaz, das maiores audácias, para defendê-la de uma afronta e livrá-la de uma derrota? A nossa Bandeira é como pálio confraternizador, sobre a cabeça de todos nós brasileiros. Unamo-nos, para honrá-la na sua grandeza e para que ela seja sempre para nós, além do símbolo da Pátria, o símbolo do bem, da razão, da justiça. Só é inatingível o que é impecável, só é forte o que é puro; são as virtudes do povo que tornam a sua bandeira respeitada, são os seus trabalhos, são os seus empreendimentos, o poder de sua inteligência, a inteireza do seu caráter e a grandeza do seu coração, que lhe dão prestigio diante de todo o mundo. Assim, esforcemo-nos, para que à sombra de nossa bandeira, só nasçam e se desenrolem belas ações; que ela pacifique gente inimiga, que tremule nos mastros sobre as águas inquietas, quer penda nas cidades sobre os telhados abrigadores do homem; Que ela, que tem na cor a sugestão da esperança, sorria ao estranho em doce acolhimento, acenando-nos a todos, para um futuro bonançoso e amplo. Irmãos do Norte, irmãos do Sul, amigos, unamo-nos em torno da nossa bandeira, e os elos que nos ligam, não se desliguem nunca, que seja grande a sua glória e poderosa a sua força. Bendito sejas para todo o sempre,  Bandeira do Brasil.

Autor: Manoel Martins Martins

.História da Bandeira do Brasil

A atual Bandeira Nacional foi adotada pelo decreto n.° 4, de 19 de novembro de 1889, quatro dias após a Proclamação da República (15 de novembro de 1889). Sua elaboração foi realizada por Raimundo Teixeira Mendes (positivista), Miguel Lemos (diretor do Apostolado Positivista do Brasil), Manuel Pereira Reis (astrônomo) e Décio Vilares (pintor).

A bandeira do Brasil é formada por um retângulo verde, no qual está inserido um losango amarelo, cujo centro possui um círculo azul com estrelas brancas (atualmente 27) e com uma faixa branca, que contém a frase: “Ordem e Progresso”. Cada elemento da bandeira possui um significado:

  • Verde: simboliza a pujança das matas brasileiras;
  • Amarelo: representa as riquezas minerais do solo;
  • Azul: o céu;
  • Branco: a paz;
  • Estrelas brancas: representa cada estado brasileiro e o Distrito Federal;
  • A frase “Ordem e Progresso”: influência de Augusto Comte, filósofo francês fundador do positivismo.

As estrelas na Bandeira Nacional estão distribuídas conforme o céu, na cidade do Rio de Janeiro, às 8 horas e 30 minutos do dia 15 de novembro de 1889, no qual a Constelação do Cruzeiro do Sul se apresentava verticalmente em relação ao horizonte da cidade do Rio de Janeiro. Entretanto, Raimundo Teixeira Mendes elaborou um desenho contrariando alguns aspectos da astronomia, priorizando a disposição estética das estrelas, e não a perfeição sideral.

A primeira versão da bandeira era composta por 21 estrelas, que representavam os seguintes estados: Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba do Norte (Paraíba), Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso, Município da Corte.

Posteriormente, foram inseridas novas estrelas, através das modificações da Lei n° 5.443, de 28 de maio de 1968, que permite atualizações no número de estrelas na Bandeira sempre que ocorrer a criação ou a extinção de algum estado. Nesse sentido, seis estrelas foram inseridas para representar os estados do Acre, Mato Grosso do Sul, Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins. Essas foram as únicas alterações na Bandeira do Brasil desde que ela foi adotada.

A Bandeira Nacional é um dos símbolos mais importantes do país, devendo ser hasteada em todos os órgãos públicos, escolas, secretarias de governo etc. Seu hasteamento deve ser feito pela manhã e a arriação no fim da tarde. A bandeira não pode ficar exposta durante a noite, a não ser que seja bastante iluminada.

Durante toda sua história, o Brasil teve várias Bandeiras até que se concretizasse a atual. Confira todas elas:

bandeiras-todas

Autor: Wagner de Cerqueira e Francisco (Graduado em Geografia)