1-texto-BJSC---LAURA-1

No dia 26 de setembro, no templo da Muito Respeitável Grande Loja de Santa Catarina, foi realizada a instalação do Bethel Jurisdicional de Santa Catarina da Ordem das Filhas de Jó Internacional. O evento reuniu cerca de 500 Filhas de Jó, Maçons, Cunhadas e convidados. Como representantes e autoridades da Grande Loja estavam presentes o Eminente Deputado do Grão-Mestre Irmão Flávio Rogério Pereira Graff e o Assessor Especial do Grão-Mestre para Juventude Paramaçônica Anderson Redinha Malgueiro.

IMG_6917

A cerimônia de instalação do BJSC, como passa ser reconhecido, foi presidida pela Honorável Rainha do Bethel Jurisdicional de São Paulo, Nathalia Binotto, e contou com o auxílio de outras Filhas do estado paulista e catarinenses.

1-texto-BJSC---LAURA-3

Para a primeira gestão do Bethel Jurisdicional de Santa Catarina, a tríade é formada pela Honorável Rainha Luana Mena Barreto Lenzi, do Bethel 15 de Joaçaba, Primeira Princesa Martha Cristina Seidel Cielusinski, do Bethel17 de Jaraguá do Sul e Segunda Princesa Maria Cláudia Schmitt Araujo, do Bethel 04 de Blumenau.

O Bethel Jurisdicional servirá como modelo e auxílio aos demais Betheis do estado,realizando atividades que visem a integração de todas as Filhas de Jó, o desenvolvimento da liderança, e a promoção do interesse e do crescimento da Ordem em Santa Catarina.

A Ordem das Filhas de Jó Internacional é uma organização Paramaçônica direcionada a meninas entre 10 e 20 anos. Seu principal objetivo é o aprimoramento social, intelectual e espiritual dessas jovens através do exercício da cidadania. A Ordem foi fundada em 1920 e está presente em cinco países. Em Santa Catarina existem 17 Betheis ativos.

O Eminente Deputado do Grão-Mestre, Flávio Rogério Pereira Graff, que falou em nome da Grande Loja de Santa Catarina, enalteceu a iniciativa que resultou na Instalação do Bethel Jurisdicional no Estado, que passa a ser mais uma referência voltada ao aprimoramento da Juventude. Afirmou que a Grande Loja de Santa Catarina, o Grande Oriente do Brasil-SC e o Grande Oriente de Santa Catarina,emprestarão todo apoio a essa Instituição Paramaçônica.

1-texto-BJSC---LAURA-4

A Instalação aconteceu durante a realização do seminário organizado pelo Bethel 03 de Florianópolis.

1-texto-BJSC---LAURA-5

A Ordem das Filhas de Jó Internacional tem como lemas “Ser justo é fazer o bem” e “A Virtude é uma qualidade que grandemente honra uma mulher”.

Seus ensinamentos são baseados no Livro de Jó, do Antigo Testamento, o qual diz que “Em toda a Terra não houve mulheres tão justas como as Filhas de Jó, e seu pai lhes deu herança dentre seus irmãos” (Jó – 42, 15).

A seguir a mensagem da Honorável Rainha do Bethel Jurisdicional de Santa Catarina – Gestão 2015/2016:

A instalação do Bethel Jurisdicional em Santa Catarina representa uma conquista para as Filhas de Jó do estado.

Após 21 anos da instalação do primeiro Bethel Catarinense e com a formação de mais 17 deles, tornou-se inevitável a criação de um Bethel Jurisdicional. O processo de sua construção durou cerca de 3 anos, tempo este que pode ser considerado relativamente longo, se pensarmos na importância da sua implementação e no bem que isso geraria para Ordem. Algumas resistências surgiram no caminho, pois toda mudança gera medo, são desafiadoras e exigem um grau de comprometimento que as vezes acreditamos não poder assumir. Além do que muitos se questionavam se seriamos capazes de levar isso adiante, pois sua criação traria grandes responsabilidades e levaria a Ordem das Filhas de Jó Internacional a um patamar maior de influência na sociedade de modo geral.

Com muitos argumentos favoráveis e graças à dedicação constante de pessoas encorajadoras, empenhadas e com muito amor à Ordem, qualquer amarra foi desfeita, permitindo assim a instalação do Bethel Jurisdicional em Santa Catarina. Portanto, quando digo que foi uma conquista, é por que sua concretização exigiu um certo esforço, luta, compromisso e recursos que pudessem demonstrar que o Bethel Jurisdicional transformaria a Ordem no estado de uma maneira positiva e frequente, de modo que não seria algo efêmero ou desvinculado de propósitos.

Uma das grandes dificuldades dos Betheis é manter meninas maiores de 20 anos frequentando suas atividades. Por muitas vezes, elas se sentem desvalorizadas, sem enxergar que suas experiências e conhecimentos podem ser compartilhados e ensinados às mais novas. Os limites de idade para entrar e permanecer nos Betheis como Filhas de Jó ativa é importante e necessário para que haja um ciclo renovador no Bethel, dando-se as demais meninas a oportunidade de assumir outros cargos e funções. Mas isso não significa que ela precise deixar o Bethel. Ela poderá continuar como Membro de Maioridade, Membro do Conselho e galgar espaço no Conselho Jurisdicional, a exemplo, na mesma oportunidade da instalação do Bethel Jurisdicional, assumiu como Guardiã Jurisdicional, Maria Carolina Costa, Filha de Jó do Bethel 01 de Criciúma, juntamente com seu pai, Ernani Costa. O Bethel Jurisdicional surgiu desse apelo, de que uma Filha de Jó tenha a chance de continuar aprendendo e ao mesmo tempo ser exemplos para as demais.

Assim, a razão maior da formação de um Bethel Jurisdicional consiste em incentivar a integração, continuidade e expansão dos conhecimentos dos membros da Ordem. Ao concentrar todos os Betheis em um só, por meio das Filhas de Jó ativas ou Membros de Maioridade, entre 18 a 25 anos, podemos estender as lições a um grau mais profundo, uma vez que a responsabilidade e as funções de cada uma têm reflexos a nível estadual.

O Bethel Jurisdicional é uma espécie de Comitê do Conselho Guardião Jurisdicional e tem por objetivo auxiliar, orientar, incentivar e divulgar a Ordem das Filhas de Jó em Santa Catarina, de maneira integrada e próxima. Tem por propósito promover a Ordem, aproximar os Betheis Catarinenses entre si e com o Conselho Guardião Jurisdicional, padronizar as interpretações ritualísticas, desenvolver a liderança e ampliar o interesse dos membros sobre a Ordem.

Estamos muito felizes, emocionadas e gratas ao Pai Celestial por nos permitir vivenciar e participar desse momento histórico para a Ordem no estado. Tenho a certeza que tanto as oficias e coral do Bethel Jurisdicional quanto as demais Filhas de Jó se envolverão nos projetos desenvolvidos pelo Bethel Jurisdicional, de modo que conseguiremos fortalecer e fazer crescer essa Ordem que tanto amamos.

Com tantas pretensões, muitos comitês dentro do Bethel Jurisdicional foram formados para melhor tratar dos trabalhos filantrópicos e de divulgação e já iniciaram suas atividades, cuja divulgação logo alcançará a todos. Esperamos que toda a família maçônica participe e contribua com as nossas ações e que sejamos grandes parceiros na construção de um mundo melhor, pois como diz o lema da gestão “Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos” – Ray Kroc.

Confira mais registros fotográficos deste evento:

1-texto-BJSC---LAURA-6

Da esquerda para direita: Primeira Princesa Martha Cristina Seidel Cielusinski, do Bethel 17 de Jaraguá do Sul, Honorável Rainha Luana Mena Barreto Lenzi, do Bethel 15 de Joaçaba, e Segunda Princesa Maria Cláudia Schmitt Araujo, do Bethel 04 de Blumenau, que prestigiaram a sessão.

1-texto-BJSC---LAURA-19

IMG_6620

IMG_6661

IMG_6633

1-texto-BJSC---LAURA-18

IMG_6590

1-texto-BJSC---LAURA-17

1-texto-BJSC---LAURA-16

1-texto-BJSC---LAURA-15

1-texto-BJSC---LAURA-14

1-texto-BJSC---LAURA-13

1-texto-BJSC---LAURA-12

IMG_6736

IMG_6751

1-texto-BJSC---LAURA-11

IMG_6795

IMG_6892

IMG_6895

1-texto-BJSC---LAURA-10

1-texto-BJSC---LAURA-8

1-texto-BJSC---LAURA-2

1-texto-BJSC---LAURA-7

Maria Carolina Costa(e) e Fabiana de Luna, Guardiãs Jurisdicionais dos Estados de Santa Catarina e de São Paulo, respectivamente, presentes à sessão.

1-texto-BJSC---LAURA-20

Membros de Maioridade, da esquerda para a direita: Cecília Amstalden (FDJ – SP), Laura Dozza Reis (FDJ-SC) e Fabiana de Luna (FDJ-SP).

Matéria cedida por: Laura Dozza Reis, Filha de Jó, Past Princesa e Membro de Maioridade.

Fotos: Laura Dozza Reis e Irmão Anderson Redinha Malgueiro

error: Este conteúdo está protegido. É proibido a sua cópia.