Após três dias de reuniões durante Assembleia Geral da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil, os 27 Grão-Mestres das Grandes Lojas brasileiras aprovaram, nesta quarta-feira, 30 de julho, a Carta de Belo Horizonte.

Carta-Belo-Horizonte

CARTA DE BELO HORIZONTE
A Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil – CMSB, instituição que congrega as Grandes Lojas Maçônicas de todos os Estados Brasileiros e do Distrito Federal, reunida na XLIII Assembleia Geral Ordinária, no período de 26 a 30 de julho de 2014, em Belo Horizonte-MG, manifesta-se, contundentemente, no sentido de:

CONCLAMAR
1. Os brasileiros, em especial os eleitores, para que, com vistas ao fortalecimento da democracia e para restituir a credibilidade na legítima representação política decorrente do exercício do voto:
– não vendam o seu voto;
– não votem em branco nem anulem seu voto;
– não votem em quem quer comprar seu voto;
– não elejam políticos antiéticos e de comportamento descomprometido com a moral;
– não apoiem candidatos oportunistas, interessados em enriquecer ilicitamente, no exercício de mandatos eletivos;
– acompanhem e participem, ativamente, das ações que têm sido empreendidas em favor da decência nas relações sociais.

2. Que os futuros mandatários atuem de acordo com os princípios constitucionais da legalidade, probidade e moralidade administrativa e, principalmente, mostrem comprometimento com a solução dos problemas do povo brasileiro;

REITERAR
Sua firme disposição de seguir participando das iniciativas destinadas a coibir a impunidade e erradicar a corrupção;

CIENTIFICAR
Às autoridades constituídas que as Grandes Lojas Maçônicas Confederadas continuarão adotando posturas junto à sociedade a fim de esclarecer o verdadeiro significado da cidadania, assumindo o compromisso de exercê-la em sua plenitude, utilizando-se, inclusive, dos meios de comunicação;

ALERTAR
À sociedade brasileira e aos entes estatais constituídos que patrocinará projeto de lei de iniciativa popular com o objetivo primordial de neutralizar a corrupção e erradicar a impunidade;

CONVIDAR
A população a aderir aos movimentos em curso, e aos que virão, visando o aperfeiçoamento das regras institucionais que legitimam e consolidam o Estado Democrático de Direito.

Belo Horizonte, Minas Gerais, em 30 de julho de 2014.

LEONEL RICARDO DE ANDRADE
Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais
e Presidente da XLIII Assembleia Geral Ordinária da CMSB

ETEVALDO BARCELOS FONTENELE – PGM
Secretário-Geral da XLIII Assembleia Geral Ordinária da CMSB

Pedro Luis Longo – PGM
Acre

Ivanildo Marinho Guedes
Alagoas

José Odair da Fonseca Benjamin
Amapá

Élzio Duarte de Andrade
Amazonas

Jair Tércio Cunha Costa
Bahia

Juvenal Batista Amaral
Distrito Federal

Sílvio de Paiva Ribeiro
Ceará

Aídes Bertoldo da Silva
Espírito Santo

Adolfo Ribeiro Valadares
Goiás

Bolivá Marques Vieira
Maranhão

Geraldo de Souza Macedo
Mato Grosso

Jordão Abreu da Silva Júnior
Mato Grosso do Sul

Geraldo Eustáquio C. de Freitas
Minas Gerais

José Nazareno Nogueira Lima
Pará

José Reinaldo Camilo de Sousa
Paraíba

Euclides Felipe
Paraná

Dimas José de Carvalho
Pernambuco

Pedro Alexandre de Carvalho Mota
Piauí

Luiz Zveiter
Rio de Janeiro

Roberto Di Sena
Rio Grande do Norte

João Otávio Cezar Lessa
Rio Grande do Sul

Juscelino Moraes do Amaral
Rondônia

Lindberg Melo da Silva
Roraima

João Eduardo Noal Berbigier
Santa Catarina

Ronaldo Fernandes
São Paulo

José Valter Rodrigues dos Santos
Sergipe

Izelmon de Sousa Barbosa
Tocantins

error: Este conteúdo está protegido. É proibido a sua cópia.