PRINCÍPIOS E OBJETIVOS DA FUNDAÇÃO HERMON

A Fundação Hermon ao ser criada pelas lojas maçônicas do Estado de Santa Catarina em 21 de Abril de 2001, teve como finalidade precípua oferecer as camadas sociais desamparadas, as quais vivem na fronteira que divide os campos sociais, a  oportunidade de terem uma vida socialmente mais digna e com melhores condições para serem escolarizadas, em especial às crianças e adolescentes.

Embora os propósitos tenham sido apoiados de imediato pela comunidade maçônica catarinense no transcorrer do tempo e com a vinda de novos iniciados a mensagem inicial passou a ser esquecida e, quando não, condenada por alguns desses.

Nas manifestações que temos feito em eventos maçônicos e contatos pessoais com maçons, de forma objetiva, lembramos a esses a importância desta Instituição na construção de uma sociedade mais justa e perfeita, onde deve prevalecer o amor e a solidariedade, condições essas que fazem parte do plano doutrinário da Maçonaria.

Apesar do esforço dispendido para esclarecer os objetivos e finalidades da Fundação Hermon, não raro, ouvimos de alguns que nada sabem a respeito dessa ou que, embora a conheçam, entendem que as ações por ela desenvolvidas são inerentes as obrigações do Estado Brasileiro.

Em resposta a essas colocações informamos que quinzenalmente enviamos, sistematicamente, pelo “newsletter” aos seus endereços eletrônicos relatos sobre tudo o que acontece na Fundação e para aqueles cujos endereços não possuímos são enviados aos grãos mestrados das respectivas Potências para distribuição e divulgação. Além desse noticioso no site da Fundação estão registrados todos os eventos e projetos em execução ou a serem desenvolvidos.

No que tange a colocação de que são “atribuição dos governos” e não da maçonaria, argumentamos para esses sobre qual o papel social da maçonaria e que embora seja de obrigação do estado prover os cidadãos das necessidades básicas de sobrevivência, saúde, educação, segurança, etc., a Maçonaria ao pregar a solidariedade e o amor fraterno entre os indivíduos traz para si os compromissos, forjados no curso de sua historia, lutar pelo império da justiça social e da intolerância daqueles que a desprezam.

Cabe aos maçons o dever ético e humanístico de preparar e formar cidadãos comprometidos com a sociedade, ensinando-lhes de que a Maçonaria não está imune das causas e conseqüências que advém da má formação das gerações que estão a se formar e que esta é a missão de cada um de seus membros. Por ser a Fundação Hermon uma entidade formada especialmente por maçons cabe a esses e seus familiares a obrigação de trabalhar em prol da sociedade menos favorecida.

Os noticiários diários estão a mostrar que esta acontecendo dentro e fora das escolas, onde desrespeito aos professores é uma constante. Nas ruas, crianças e adolescentes são aliciadas pelo tráfico, o aumento da prostituição infantil faz parte do cotidiano. Diariamente adolescentes estupram e matam sem piedade e do outro lado estão os governos impotentes proporcionando exemplos estarrecedores de corrupção e desrespeito aos cidadãos que denigrem a cidadania, os bons costumes e a ética. Então, se a Maçonaria prega o respeito a ética, a moral e o respeito cabe a Fundação Hermon, “BRAÇO SOCIAL DA MAÇONARIA CATARINENSE”, participar desse processo influindo e trabalhando na  transformação da sociedade que vivemos.

A Fundação Hermon não pôde ainda fazer muito para justificar a sua condição de ser cognominada como “Braço Social da Maçonaria Catarinense”, no curso dos anos que vem atuando tem conseguido excelentes resultados atuando nas áreas do reforço escolar e pré escola preparando centenas de crianças e adolescentes para o futuro, como, também, tem através de tratamento terapêutico retirado do mundo do uso das drogas centenas de cidadãos.

Mas muito mais poderá fazer se tiver a compreensão da comunidade maçônica e da sociedade em geral a qual, também, é beneficiada com ações que a Fundação vem praticando.

A Fundação Hermon precisa do apoio irrestrito de todos os maçons se quiser continuar esse maravilhoso trabalho e no futuro orgulhará a todos por ter cumprido com o seu dever para com a sociedade.

Vady Mello – Presidente.

error: Este conteúdo está protegido. É proibido a sua cópia.