fbpx

Na poesia do Irmão Sinval Santos da Silveira  Grande Orador, a mensagem da Grande Loja de Santa Catarina, alusiva ao Dia dos Pais:

HOMENAGEM AOS PAIS

Amanhece a vida.
Chega a minha consciência.
Torceste para ser longo, o meu dia de existência.
Tudo era novidade.
Não sabia, claramente, se estava diante de um homem, ou na presença de Deus.
As horas vão passando e aprendo a reconhecer.
Fico surpreso!
Não és, apenas, um homem.
Também, não és Deus.
És o meu pai.
O meu sagrado pai!
Aquele que mostrou os meus caminhos, desviou-me dos espinhos, procurou fazer-me feliz.
Ensinou-me tudo acerca da vida, e a todos amar.
Hoje sei distinguir o bem do mal, o certo do errado.
E continuo sendo amado, ainda que não estejas aqui.
Tuas profundas pegadas, teu sorriso e teu afago, fazem parte do meu ser.
Todo o teu amor, transferiste para mim.
As lembranças que carrego, desde os tempos de criança, são frutos do teu viver.
O suor da tua face mistura-se às lágrimas, que dos meus olhos rolam, com a cor da felicidade.
E com o sabor da saudade.
Desculpa-me, por minha existência haver exigido tanto de ti…
Agora, aceita meu beijo, no rosto, ou na alma, neste teu dia, tão merecidamente festivo.
Bendito seja Deus, que me permitiu ser o teu filho, querido pai!

João Eduardo Noal Berbigier
Grão-Mestre 
“A Construção Social pelo Exemplo”

error: Este conteúdo está protegido. É proibido a sua cópia.