Mensagem do Grão-Mestre Flávio Rogério Pereira Graff

Ir-Flavio-Rogerio-Pereira-Graff-GM

Logo será Natal, o marco inicial de uma proposta de que o Amor deva prevalecer em todas as intenções do ser humano. Um momento de contemplação, de pausa, de resgate de lembranças e de agradecimento.  Só assim terá valido a pena a vinda do Cristo.

Olhando para o tempo decorrido que antecede esse momento, é possível identificarmos inúmeras tarefas que realizamos em benefício do todo. Alguns desafios nos foram impostos a título de motivação, todos com foco no essencial.

Podíamos fazer aqui uma retrospectiva dos eventos do ano que finda, que são dignos de menção, mas vamos olhar para o que nos espera em 2019, que exigirá de todos nós muita energia para enfrentarmos esse mundo globalizado e digital, onde as mudanças se processam numa voraz velocidade sem precedentes.

Um mundo dominado por algoritmos, uma era onde a informação, ao nos aproximar, pode permitir grandes conquistas, grandes alianças com a Maçonaria Universal, mas, com iminentes riscos e efeitos colaterais.

A partir das revelações do jovem Edward Snowden, ex-analista da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, que mostrou detalhes sobre o sistema de segurança norte-americano, o mundo digital cerca-se de medidas protetoras, proporcionais à sua velocidade, influenciando o comportamento das pessoas, a ponto de deixar o “Big Brothe 1842”, do George Orwell, infinitamente pequeno.

O mundo está mudando drasticamente, e nós? A Maçonaria precisa discutir a respeito desses avanços tecnológicos para seu próprio benefício.

“Se quisermos que tudo permaneça como está, então é preciso que tudo mude.” (Maquiavel).

Que o conteúdo das Sessões Econômicas das nossas Lojas possa despertar o interesse pela participação do maior número de Irmãos, permitindo-lhes discursos, conversas, à troca de formação de opinião e, nem um pouco menos, a convivência fraterna naquele breve tempo em que estão reunidos; que seja prazeroso estar presente; que a pauta da Ordem do Dia observe um planejamento prévio, elaborado com a participação de todos, que o pertencimento seja a tônica capaz de agregar em torno de um objetivo único.

Que a virada de ano sirva também para agradecermos o empenho de todos que estiveram ao nosso lado, motivando-nos, dando-nos força para vencermos os desafios; trabalhando, enfim, fortalecendo cada vez mais nossa Grande Loja de Santa Catarina.

Por último, mas não menos importante, agradecermos a nossas famílias que abdicaram do nosso convívio para permitir que cada um de nós cumprisse sua obrigação de trabalhar, no seu aperfeiçoamento pessoal, a fim de se engajar na grande luta em prol da humanidade.

Um Feliz Natal e um Ano Novo, tão promissor quanto aos nossos esforços.

Flávio Rogério Pereira Graff
Grão-Mestre

“Conhecer-se e Aperfeiçoar-se”

Florianópolis, dezembro de 2018


Somos todos responsáveis por esta travessia do pós-modernidade, quando nos encontramos frente a frente com os desafios de uma “realidade líquida”. Somos partícipes de um mundo globalizado, onde as mudanças são instantâneas e recorrentes à evolução da sociedade. Nossa missão é zelar pelos passos que conduziram a Grande Loja de Santa Catarina ao patamar em que ela se encontra, graças ao laborioso empenho dos nossos antecessores, para que ela continue sendo identificada como uma Potência Regular. Estamos atentos às modernidades que o mundo tecnológico oferece, para que o desempenho da Jurisdição alcance níveis de eficiência e eficácia, sem interferir na condição de uma Instituição Iniciática, preservando, a todo custo, seus Postulados, Leis Antigas e seus Usos e Costumes, que são cláusulas pétreas da Maçonaria Universal. A prática de Seminários instrucionais será retomada de tal sorte que possamos levar a todos os quadrantes da Jurisdição orientações que contribuam com o desempenho das nossas Lojas e a formação dos nossos Obreiros, gerando conhecimentos que os projetem numa evolução contínua e por igual, para que cada um possa “Conhecer-se e Aperfeiçoar-se”. Continuaremos apoiando gestões filantrópicas e solidárias que possam reafirmar nosso compromisso de “Tornar Feliz a Humanidade”.  O Braço Social da Maçonaria, representado pela Fundação HERMON, Associação MOSAICO e as demais Associações compostas por nossas Cunhadas, que têm a missão de levar um pouco de conforto às camadas mais carentes da sociedade, continuarão recebendo atenção diferenciada.  A expansão da Rede SOMAR, nosso Braço Político apartidário, e os Observatórios Sociais, têm o apoio necessário para que suas presenças sejam sentidas em todos os nossos Distritos, de forma direta ou indiretamente. As entidades paramaçônicas são alvos de nossa atenção para que possam bem formar nossos jovens, com base nos princípios que a Maçonaria Universal dita.

Esta é a nossa Missão! Vamos ao trabalho!

Florianópolis, novembro de 2017

Flávio Rogério Pereira Graff
Grão-Mestre

Conhecer-se e Aperfeiçoar-se

error: Este conteúdo está protegido. É proibido a sua cópia.